Resumo:

Este artigo apresenta uma pesquisa inédita, aplicada a 52 mediadores judiciais no Estado do Rio Grande do Sul, por meio de um questionário online. A pesquisa objetiva apresentar dados que colaborem na compreensão do perfil e das percepções daqueles que constroem, no cotidiano, a Política Judiciária de Tratamento Adequado dos Conflitos de Interesse no Judiciário gaúcho. Da mesma forma, identificar elementos que possibilitem compreender suas condições de trabalho no sistema de justiça, à partir da suas percepções. Entre os resultados, destacam-se a predominância de mulheres, profissionais da área do direito com alta escolarização, bem como a percepção de falta de reconhecimento e valorização da mediação e da força de trabalho do mediador por parte dos magistrados e da Administração do Tribunal gaúcho. Nesse sentido, o levantamento também busca contribuir para a avaliação e melhoria da Política Judiciária, para as condições de trabalho dos mediadores judiciais, e, consequentemente, do serviço público de mediação utilizado pela população em geral e pelos profissionais advogados(as) que, compreende-se, acaba por influenciar diretamente a procura pela autocomposição extrajudicial.

Leia o texto completo no link abaixo: Perfil e percepções do mediador judicial no Estado do Rio Grande do Sul-Aline Leão

 

 

Previous Next

No dia 29 de Maio de 2019 (quarta-feira), o núcleo de Mediação e Maternidade, se reuniu para mais uma palestra, cujo tema era: A Figura Materna na Relação Familiar.

O evento ocorreu no Miniauditório da Escola AJURIS, tendo como palestrante a Professora Cláudia Rohden, que além de Professora da graduação e Pós Graduação da Universidade Lasalle e Instituição São Judas Tadeu, dos cursos preparatórios para concursos no Verbo Jurídico, é também Mestra em Filosofia e Ética Social e Doutoranda em Direito pela UNISINOS, Advogada, mediadora, instrutora e oficineira.

 

Previous Next

Confira o artigo Representações dos Advogados Familiaristas acerca da Mediação, escrito pela palestrante Carolina Portella Pellegrini que, recentemente, participou da inauguração do ciclo de palestras do Núcleo de Estudos em Mediação, da Escola Superior da Magistratura, apresentando seu livro Mediação: usos e práticas dos advogados em conflitos familiares judicializados.

 

O núcleo de estudos em Mediação Penal realizará, no dia 17 de abril, das 19h às 20h30, a palestra A Experiência da Cidade Autônoma de Buenos Aires, com a participação do professor Cláudio Daniel de Souza. No dia do evento, o Núcleo estará arrecadando doações de livros e de produtos higiênicos para Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Porto Alegre (APAC). 

Para realizar sua inscrição, clique aqui. Traga sua doação!

Página 1 de 8