Justiça Restaurativa

16/12/2019

Curso de Facilitador em Círculos de Justiça Restaurativa e Construção de Paz Situações Conflitivas - 6ª edição 2019

Voltado a aplicações práticas, o Curso objetiva formar facilitadores de Círculos de Justiça Restaurativa e de Construção de Paz, além de sensibilizar lideranças para a utilização dos processos circulares em espaços institucionais, comunitários e acadêmicos.

As reuniões e as atividades do Núcleo foram também o ponto de partida, de passagem e de chegada das ações iniciais do Projeto Justiça para o Século 21, uma iniciativa interinstitucional apoiada pela AJURIS, a Associação dos Juízes do Estado do Rio Grande do Sul. A partir de 2015, o Projeto foi encampado pelo Tribunal de Justiça com vistas à implantação da Justiça Restaurativa pelo Poder Judiciário no Estado, desde quando passou a ser denominado Programa Justiça Restaurativa para o Século 21 - TJRS.

Criado em 13 de agosto de 2004, desde então exerce papel central para a consolidação do movimento restaurativo no Estado do Rio Grande do Sul. Encontros e formações deste Núcleo permitiram sistematizar os primeiros estudos, validar as práticas e impulsionar estratégias de implantação. Liderado até o final de 2011 pelo fundador, o juiz de Direito Leoberto Brancher, o Núcleo foi coordenado em 2012 e 2013 pelo Procurador de Justiça Afonso Armando Konzen, que reassumiu a coordenação em 2016, e, em 2014 e 2015, pela Juíza de Direito Vera Lúcia Deboni.

O Núcleo de Estudos em Justiça Restaurativa da Escola Superior da Magistratura é um espaço de aprendizagem e compartilhamento de saberes e experiências em Justiça Restaurativa, cuja história é congênita e em boa parte se confunde com a história da difusão da Justiça Restaurativa e da Construção da Paz no Brasil.